quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Cara de quem não cresceu

Entre o que eu sou e o que eu não sou, existe um espaço enorme que me define.
Entre dúvidas e algumas certezas, existe sempre uma pergunta que me deprime.
Entre um sonho qualquer e a minha realidade, não há nada novo que você não imagine.
Entre uma roupa da moda e meu estilo próprio, há sempre espaço sobrando na vitrine.
Entre amores de verão e ilusões passageiras, possa ser que algo em mim fique.
Entre meu passado e meu futuro, possa ser que o presente modifique.

E no meio disso tudo, essa garota sou eu.
Com um jeito de quem sorri pra todo mundo,
com cara de quem no fundo não cresceu.

Karla Moreno.

3 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O AMOR
Amo o amor que se reparte
em beijos, leito e pão.
Amor que pode ser eterno
mas pode ser fugaz.
Amor que se quer liberar
para seguir amando.
Amor divinizado que vem vindo
Amor divinizado que se vai.

Pablo Neruda

Passei para desejar-lhe um final de semana cheio de amor e felicidade.
Abraços

Delfim Peixoto disse...

"Onde estou eu???"
Bom FDS

Delfim Peixoto disse...

A resposta a sua pergunta está em
http://poemasluar.blogspot.com/