domingo, 29 de março de 2009

Não sou eu quando você me vê, sou quando você me lê

Não sou alta, nem gorda, nem baixa, nem magra,
sou a que o peso varia e a altura não diz nada.
Não sou mulher, não sou menina,
nem provocante nem inocente.
Escrevo porque assim me sinto viva.
E vivo porque assim me sinto gente.
Karla Moreno

8 comentários:

Allan disse...

Acheiiii \o/

Finally!!!

Ariane Garcia disse...

demaiiis esse post, vc tem o dom das palavras !

exoticlic.com disse...

oie menina amei a sua foto do header!!
e mto obrigada pelo selo!!!

Bjs

exoticlic.com disse...

selo postado!!!
thanks =D
http://www.exoticlic.com/2009/03/entrevistando-blogueiros.html

Cáh disse...

É acredito que tudo aquilo que desejamos falar, muitas vezes fica somente no desejo...
porém, escrever é tão fácil, tão simples.... pranós, que não temos o dom da fala, pra nós, que somente calamos!
Mas as mãos quando escorregam no papel, no teclado... dizem tudo aquilo que precisamos dizer!


Texto lindo lindo...

Boa semana pra vc Ka!

Beijão

La Corleone disse...

se existe algo mais sublime q o ato de escrever, é o ato de sentir a escrita.
muuuuito bom!
gostei mesmo, é beem como eu(e acho q como a maioria) me sinto.

Viviane de Campos disse...

lindo demais


parabéns

Allan disse...

nós, que somente calamos!

^^

Intenso!!