segunda-feira, 27 de abril de 2009

O amor

Um dia, quem sabe, ela, que também gostava de bichos, apareça numa alameda de zoo, sorridente, tal como agora está no retrato sobre a mesa.

Ela é tão bela, que, por certo, hão de ressucitá-la.
Vosso trigésimo século ultrapassará o enxame de mil nadas, que dilaceravam o coração.

Então, de todo amor não terminado seremos pagos em inumeráveis noites de estrelas.

Ressucita-me, nem que seja só porque te esperava como um poeta, repelindo o absurdo cotidiano!

Ressucita-me!
Quero viver até o fim o que me cabe!

Para que o amor não seja mais escravo de casamentos, concuspicência, salários.

Para que, maldizendo os leitos, salando dos coxins, o amor se vá pelo universo inteiro.

Para que o dia, que o sofrimento degrada, não vos seja chorado, mendigado.
E que, ao primeiro apelo: - camaradas!
atenta se volte a terra inteira.

Para viver livre dos nichos das casas.
Para que doravante a família seja

o pai,
pelo menos o Universo

a mãe,
pelo menos a Terra.
Vladimir Maiakovski (1923)
^^
Coined, to sem textos pra postar, conserta esse computador logo...
Choco kisses, miss u =/

5 comentários:

Constança disse...

é tao bom,saber que miudas da tua idade,tem tanta cultura,tanto amor pela escrita,fico mesmo deveras contente,so agora comecei a escrever,tenho muito aqui dentro,mas infelizmente aind nao sei expressar da maneira que gostaria,comecei pelo basico,aquilo que sinto e por mais "lugares-comuns" q possa ter,eh o que me vai na alma,e acho que isso é o mais importante! Parebens e continue assim=)

Luis Moutinho disse...

O Caetano fez uma melodia prá esse poema... procura na voz da Gal, é tão linda que que escutá-la é quase uma idéia de dor...

bjocas mil amiga poeta

Atreyu disse...

Texto bonito de verdade
=*

MateusDka disse...

Só Maiakovski pra expressar algo tão belo. Fico imaginando se a dor dele é a mesma que uma poetisa de tanto talento como tu, está sentindo sem tua ferramenta de escrita! hhauhauhaua...

Bjus

Gabi'h disse...

Oie..desculpa a invasão ta bem??

o que é amor junto com a poesia???
é uma ousadia sadia a que ele pretende propagar o seu amor, não apenas entre duas almas, mas um amor que se vá por todo o universo.. assim deveria ser .. quem sabe assim o mundo modificaria-se em algo bem mais positivo..! =D

gostei por demais do seu cantinho ti convido a vir conhecer o meu..

ahh to ti seguindo ta bem??
ti importas??

bjoOo =D