quinta-feira, 16 de abril de 2009

A praia

O vento passa, o tempo também
Se eu me distraio, é só pra me sentir bem Sentada num banco, de frente pro mar
Aparência carente, sem ter o que falar
Flutuando no calor, respirando a maresia
A praia quase cheia, e eu me sentindo vazia
Do meu lado a água de coco que já esquentou
Bela manhã silenciosa, quase que misteriosa
Que não me obriga a pensar
Com ela eu procuro ter calma
Descansar minha alma
Olhar de perto o que eu quero alcançar
Alguns minutos se passaram
O sol já não está no mesmo lugar
Mas eu permaneço sentada, de perna cruzada
E dormente até o calcanhar
Os óculos escuros me deixam ver quase tudo
E as pessoas me olham como se eu fosse importante
Mas os tolos imaginam:
"olha a menina de trança e vestido esperando o amante!
É quando eu já me canso
E o calor já me sufoca
Deixo a água de coco num canto
Me levanto e compro uma coca
Daí me permito notar
Que já senti o sol, já vi o marJá bebi, já escrevi
Mas não vi o tempo passar
Só as pessoas, a brisa, o vento
E aquele vascaíno que não pára de me olhar
Melhor ir pra casa antes que chegue algum molambo fedorento
E eu tenha que sair correndo com medo dele me assaltar.

Karla Moreno

7 comentários:

Allan disse...

Esqueci de postar antes...

Choco kisses
^^

exoticlic.com disse...

TUAS POESIAS SÃO TÃO LINDAS, BOTA NOSSO CEREBRO PRA UMA REFLEXÃOOO

MateusDka disse...

E quem precisa do julgo daqueles que estão do outro lado das lentes escuras? Que adormeça todos os músculos, se necessário, se a menina de trança e vestido aguarda seu amado... Dane-se todos, e que se vão para o mar!

Bjus!

Ariane Garcia disse...

Seus posts são expetaculaar mocinhaa!!

Maria Inácia Bellico disse...

Que lindo! Adorei o final "olha a menina de trança e vestido esperando o amante!"...

Ótimo final de semana pra ti.

Bjim*

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Amigo é aquela pessoa que o tempo não apaga,
que a distância não esquece,
que a maldade não destrói.

É um sentimento que vem de longe,
que ganha lugar no seu coração
e você não substitui por nada.

É alguém que você sente presente,
mesmo quando está longe...
Que vem para o seu lado quando você está sozinho
e nunca nega um sentimento sincero.

Ser amigo não é coisa de um dia,
são atos, palavras e atitudes
que se solidificam no tempo
e não se apagam mais.
Que ficam para sempre como tudo que é feito
com o coração aberto.

Um bom domingo e uma semana cheia de amor e carinho para você e toda tua família
Um abraço do amigo
Eduardo Poisl

Luis Moutinho disse...

"sentada num banco de
frente pro mar
a menina de trança e vestido
esperando o amante"
tomei a liberdade de reconstruir sua poesia... rsrsrsrs
linda a imagem, pra mim já é uma poesia inteira...
obs: eu conheço essa imagem... :P

Bjocas mil amiga poeta