sábado, 9 de maio de 2009

Espinhos existem, por algum motivo...

Às vezes pensamos que estamos fazendo a coisa certa, que somos os donos da verdade e nossos impulsos é a resposta pra tudo que tememos questionar.
Temos preguiça de ir pelo caminho mais longo, aquele cheio de pedras e espinhos, talvez por medo de nos machucar mais, receio de não agüentarmos o fardo. Mas quem disse que seria fácil? Quem prometeu o que não cumpriria? Quem faz tudo certo sempre?
Às vezes acho a vida injusta, mas quem me jurou que não seria?
Os espinhos sempre existiram, quanto querer se machucar ou não, a escolha é sua. Eles existem porque te ensinam que há dois caminhos: Aquele que te surpreende e aquele que te dilacera. Eu prefiro não brincar com coisa séria. Porque o estrago, por um momento, é inevitável, irremediável, é preciso muito mais do que "tempo" para curá-lo. E, mesmo você sabendo que um dia cicatrizará, a dor não passa. O pensamento domina o sentimento, mas quando a ordem inverte, pensar se torna apenas uma questão de controle mental. Ele brinca dentro de você, feito montanha russa quebrada, carrinho de bate-bate sem freio... o parque de diversões mais dramático que já conheceu.
O medo da dor é o pior medo: você sofre antes de doer, durante a dor e sob as conseqüências dela. Às vezes você sabe o caminho certo pra fugir dos espinhos. De longe consegue enxergá-lo, e o medo não te deixa pensar duas vezes.
Mas, às vezes, é preciso fazer a coisa errada.
Às vezes cometemos um grande erro pra entender como fazer direito.
Porque errar é doloroso, porém, é o único meio de descobrir quem você é realmente.
Grande beijo,
Karla Moreno

6 comentários:

S! disse...

Porque errar é tao correto quanto acertar. A vida as vezes é injusta, mas realmente ninguem falou que seria facil. Gostei muuuuito do texto e da musica do blog, daquel filme 'Juno', um dos melhores. bjs Karla :*

Allan disse...

Vou repetir meu ultimo comentário...

'O sofrimento acompanha sempre uma mente elevada e um coração profundo.'

STAND UP!!!

Love ya gorgeous friend :D

Maria Inácia Bellico disse...

Concordo com você. E eu acabo me preocupando demais em machucar-me. Amei o texto.

Saudades daqui *_*

O Profeta disse...

As andorinhas do Mar chegaram
Com alegria tatuada nas penas refulgentes
Soltam chilreados estridentes
Dançam no azul, rodopiam contentes

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa


Boa semana


Doce beijo

A Madrasta Má disse...

"Porque errar é doloroso, porém, é o único meio de descobrir quem você é realmente", se vc não se jogaaaaaaaaaaaarrrrrrrrrrrr como vai saber né? Temos que ter a coragem de assumir e aceitar os erros... e acertos claro! bjinhos da Madrasta!

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Faça uma lista de grandes amigos,
quem você mais via há dez anos atrás...
Quantos você ainda vê todo dia ?
Quantos você já não encontra mais?
Faça uma lista dos sonhos que tinha...
Quantos você desistiu de sonhar?
Quantos amores jurados pra sempre...
Quantos você conseguiu preservar?
Onde você ainda se reconhece,
na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria?
Quantos amigos você jogou fora...
Quantos mistérios que você sondava,
quantos você conseguiu entender?
Quantos defeitos sanados com o tempo,
era o melhor que havia em você?
Quantas mentiras você condenava,
quantas você teve que cometer ?
Quantas canções que você não cantava,
hoje assobia pra sobreviver ...
Quantos segredos que você guardava,
hoje são bobos ninguém quer saber ...
Quantas pessoas que você amava,
hoje acredita que amam você?
(Oswaldo Montenegro)

Desejo uma semana com muito amor, carinho e saúde
Um grande abraço do amigo
Eduardo Poisl