domingo, 21 de junho de 2009

O que é, o que é?

O que é um choro pra quem nunca sentiu saudade? O que é a dor pra quem nunca teve um coração partido? O que é a ausência pra quem nunca deu valor a um simples abraço? O que é um beijo pra quem não sabe o que é sentimento verdadeiro? O que é a amizade pra quem nunca deu a mão sem medir esforços? O que é um sorriso pra quem nunca teve amor no coração? O que é uma lágrima pra quem nunca perdeu o que sempre teve em suas mãos? O que é uma flor pra quem passa e nem a enxerga? O que é um presente pra quem não sabe o valor das coisas simples? O que é ser "humano" pra quem nunca se comportou como um? O que é Deus pra quem não tem compaixão e fé ilimitadas? O que é ser amado pra quem nunca soube sentir o amor dentro de si mesmo? E o que é a vida pra quem não descruza os braços vendo ela passar?
Até uma folha que você move de lugar, muda o rumo das coisas.
As formigas agradecem, e eu também!
Karla Moreno

6 comentários:

Junior disse...

Kah, eu simplesmente acho você, seus textos e seu blog INCRIVEIS! Sou fã e seguidor. Eu te daria todos os selos da blogosfera se fosse possivel.

MateusDka disse...

Um pouco para tantos é tanto para poucos. Contentar-se com pouco não nos leva a deixar de lado o que merecemos? Sempre fico em conflito com a humildade e a avareza. Até que ponto um e outro são saudáveis?

Bjos

Gii disse...

Concordo com o Junior, seu blg é increvel, mto bom.
Sobre o texto, nos deixa uma mensagem, temos que viver da melhor forma possível, fazer a diferença para qdo chegarmos ao final da vida, possamos olhar e ver que realmente aproveitamos bem cada segundo que nos foi dado!

Minha vida em capítulos disse...

Gosto mtoo daki...
O texto eh uma realidade!

Bjão ^^

Natália disse...

Cada escolha vem uma consequencia. Plantar e colher, por aí vai.
obg. por comentar. bjbj

Cáh disse...

A vida é um nada pra quem anda se rastejando por ai e bate no peito como se fosse vivo, só porque não sente coisas ruins e amarguras se sente melhor.
Bons somos nós, que vivemos até o último suspiro, sentimos todas as facadas no corpo.


Saudades, bom ler isto tudo novamente!


Lindo!

Um grande beijo....