segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Meu jeito

Gosto de meu jeito, nem alegre nem triste.
Gosto do meu olhar, nem brilhante nem pedinte.
Gosto do meu andar, nem apressado nem retardado.
Toda minha base se manifesta na minha liberdade.
Toda minha base se sustenta no que chamo de pensamento.
Tudo que invento vira verdade.
Tudo se liberta quando penso.
Não tenho rótulo nem idade.
Prazer, me chamo intensidade.

Karla Moreno.

2 comentários:

Mariana Tiné disse...

Fala da minha declaração mas, e a sua??
Haja intensidade hein!!
hehehehehhe

=)

Quero saber qdo vamos enfiiim nos conhecer???

Beeijos

escrimorena

Luis Moutinho disse...

tá no seu perfil esse né?
a sua intensidade lembrou ezra pound:
"é q sou poeta, e bebo a vida como os homens menores bebem vinho"
ou florbela espanca:
"ser poeta é ser maior, ter asas e garras d condor, é morder como quem beija"

bjocas mil senhorita kakau