sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Nunca foi fácil

Nunca foi fácil pra mim falar sobre coisas do coração,
Nem dizer palavras sem as sentir.
Tento não me preocupar,
tento me adaptar,
às vezes tento até me superar.
Mas nunca foi tão simples,
nunca soube me controlar,
a impulsividade as vezes me agride sem eu notar.
Essa minha intensidade em viver tudo,
querer tudo,
passar por tudo,
muitas vezes ultrapassa a realidade.
Quero não me maravilhar por tão pouco,
quero passar a valorizar sem questionar o medo de perder,
quero amar sem me preocupar ao certo o que é corresponder.
O carinho é vasto quando bem aplicado,
é recebido quando é bem cuidado.
Nunca foi fácil falar de amor,
nem tão pouco saber amar.
Precisamos de mais entrega,
menos espera,
e a paciência ajuda a amenizar.
Nunca foi fácil escrever sobre meus próprios sentimentos.
Nunca foi fácil não saber o que fazer com as palavras.
E quando nos apaixonar é o que queremos,
A vida abre caminhos pra que possamos escolher nossa própria estrada.
Lutei contra um passado que me perseguiu sem eu querer
Mas você me ensinou que preciso de mais pra saber viver
Então mesmo não sendo tão fácil me entender
Nunca desista de mim,
Agora que o meu melhor sorriso é por você.


Karla Moreno

2 comentários:

Mariana Tiné disse...

Linda e sempre intensa...
Impossível não visitar seu blog tão lindo, lindo e lindo!!!!!

Luis Moutinho disse...

acho q vc c contradiz, pq do jeito q vc escreve parece q é facil sim, falar d coisas do coração... :)
Nos maravilhamos por "tão pouco" pq os olhos do poeta são como os da criança, captam o encanto do mundo, e por isso vivemos assim, maravilhados, encantados...

bjocas mil senhorita kakau