terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Por uma maquete melhor

Sabe aquela pessoa com quem você pode não fazer planos, mas imagina todos eles, como uma maquete mal feita daquilo que sempre sonhou. A tal pessoa que vira e bagunça sua cabeça, que põe seu mundo de pernas pro ar, e coloca tudo no lugar com um simples abraço apertado. Essa pessoa é uma só, e você cheia de vontades e inquietações, queria dividi-la, transformá-la, como algo que se põe na mala pra viajem. Mas não, essa pessoa não pode ser carregada por você, porque ela não é propriedade sua. O máximo que ela pode te oferecer é segurança, carinho, e um companheirismo sem igual, e você pode fazê-la ter mais vontade de viver ao seu lado: não é exigindo, abordando, argumentando, mas sim dialogando, vivenciando e conhecendo, ao mesmo tempo que respeitando os espaços. Assim, aproximará o que mais quer ter por perto e, automaticamente, conquistará pra sempre esse alheio sentimento. Se sabe que essa pessoa tão especial existe, não faça promessas, cumpra-as antes de prometê-las, não jure amores eternos antes de amar a si mesma primeiro, não exija o que não possa corresponder. É sempre contraproducente fazer aquilo que não se gosta, aceitar o que não lhe agrada, e ainda ter que ouvir o que sua boca jamais pronunciaria. Não imponha respeito, mereça-o. E acima de tudo, não implore amor, reconheça-o.

Porque... sabe aquela pessoa com quem você faria planos?
Ela pode ser a única capaz de realizar suas mais incríveis maquetes. Não a deixe escapar por um próprio e bobo descuido seu!

Karla Moreno

Um comentário:

manzas disse...

Interessante blogue,
Gostei e voltarei...

Sem nada saber
Sem nada dizer
Sem nada falar…
É um simples ser
Que expõem o seu pensar
Proferindo a frase certa…
Ao descrever o seu ver
Distingue-se ao escrever
Como um louco poeta

O abraço…